quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O pior inimigo



Um homem, admirável pelas qualidades de trabalho e pelas formosas virtudes do caráter, foi visto pelos inimigos da Humanidade que conhecemos por Ignorância, Calúnia, Maldade, Discórdia, Vaidade, Preguiça e Desânimo, os quais tramaram, entre si, agir contra ele, conduzindo-o à derrota.
O honrado trabalhador vivia feliz, entre familiares e companheiros, cultivando o campo e rendendo graças ao Senhor Supremo pelas alegrias que desfrutava no contentamento de ser útil.
A Ignorância começou a cogitar da perseguição, apresentando-o ao povo como mau observador das obrigações religiosas. Insulava-se no trato da terra, cheio de ambições desmedidas para enriquecer à custa do alheio suor. Não tinha fé, nem respeitava os bons costumes.
O lavrador ativo recebeu as notícias do adversário que operava, de longe, sorriu calmo e falou com sinceridade:
- A Ignorância está desculpada.
Surgiu, então, a Calúnia e denunciou-o às autoridades por espião de interesses estranhos. Aquele homem vivia, quase sozinho, para melhor comunicar-se com vasta quadrilha de ladrões. O serviço policial tratou de minuciosas averiguações e, ao término do inquérito vexatório, a vítima afirmou sem ódio:
- A Calúnia estava enganada.
E trabalhou com dobrado valor moral.
Logo após, veio a Maldade, que o atacou de mais perto. Principiou a ofensiva, incendiando-lhe o campo. Destruiu-lhe milharais enormes, prejudicou-lhe a vinha, poluiu-lhe as fontes. Todavia, o operário incansável, reconstruindo para o futuro, respondeu, sereno:
- Contra as sombras do mal, tenho a luz do bem.
Reconhecendo os perseguidores que haviam encontrado um espírito robusto na fé, instruíram a Discórdia que passou a assediá-lo dentro da própria casa. Provocações cercaram-no de todos os lados e, a breve tempo, irmãos e amigos da véspera relegaram-no ao abandono.
O servo diligente, dessa vez, sofreu bastante, mas ergueu os olhos para o Céu e falou:
- Meu Deus e meu Senhor, estou só, no entanto, continuarei agindo e servindo em Teu Nome. A Discórdia será por mim esquecida.
Apareceu, então, a Vaidade que o procurou nos aposentos particulares, afirmando-lhe:
- És um grande herói... Venceste aflições e batalhas! Serás apontado à multidão na auréola dos justos e dos santos!...
O trabalhador sincero repeliu-a, imperturbável:
- Sou apenas um átomo que respira. Toda glória pertence a Deus!
Ausentando-se a Vaidade com desapontamento, entrou a Preguiça e, acariciando-lhe a fronte com mãos traiçoeiras, afiançou:
- Teus sacrifícios são excessivos... Vamos ao repouso! Já perdeste as melhores forças!...
Vigilante, contudo, o interpelado replicou sem hesitar:
- Meu dever é o de servir em benefício de todos, até ao fim da luta.
Afastando-se a Preguiça vencida, o Desânimo compareceu. Não atacou de longe, nem de perto. Não se sentou na poltrona para conversar, nem lhe cochichou aos ouvidos. Entrou no coração do operoso lavrador e, depois de instalar-se lá dentro, começou a perguntar-lhe:
- Esforçar-se para quê? servir porquê? Não vê que o mundo está repleto de colaboradores mais competentes? que razão justifica tamanha luta? quem o mandou nascer neste corpo? não foi a determinação do próprio Deus? não será melhor deixar tudo por conta de Deus mesmo? que espera? sabe, acaso, o objetivo da vida? tudo é inútil... não se lembra de que a morte destruirá tudo?
O homem forte e valoroso, que triunfara de muitos combates, começou a ouvir as interrogações do Desânimo, deitou-se e passou cem anos sem levantar-se...

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Alvorada Cristã. Ditado pelo Espírito Neio Lúcio. Capítulo 22. FEB

terça-feira, 30 de agosto de 2011

O maior dos Timoneiros


                                    

Quando o desânimo se abate sobre um Lar,
as Trevas cobrem de luto o ambiente.
Não devereis desanimar mesmo nos momentos difíceis,
pois, é justamente nessas horas que sois provados,
testados em vossas crenças, em Vossa Fé.
Fé Viva e Ardente conduz à Saúde, à Harmonia e à Paz!...
A Paz de Espírito, na certeza de que não devereis vos desesperar nunca.
Mesmo que as situações se apresentem contrárias, deveis estar a postos,
à espera de vislumbrar o Porto Seguro, qual Capitão permanece
em seu Posto de observação, à Espera da Luz que o direcionará ao Farol da Barra.
Esperem e confiem! ...
Esta Luz surgirá sempre, direcionando-vos pelo Caminho da Paz;
O Caminho esperado.
Procurem vos interiorizar em busca desta Luz, com Fé e Crença no Despertar;
Vossos maus augúrios se dissiparão.
Afastem da Mente a nuvem da descrença que se cognomina "desânimo"...
Vivam envoltos em fluidos benéficos; não vos abatam nunca,
pois tendes o Maior dos Timoneiros à vos direcionar aí em Vosso Planeta;
O Cristo Jesus...
Paz, Amor e Fé; à Trilogia a ser seguida por todos vós.
Afastem-se em certas situações, isolem-se em minutos e Orem ao Pai...
Não vos quedastes a dormir, enquanto Jesus orava?
Auxiliai-vos também!... Não permaneçais indiferentes...
Psicografia: Maju / Todos os Direitos Reservados

domingo, 28 de agosto de 2011

Reparemos nossas mãos



Reaparecendo aos discípulos, depois da morte, eis que Jesus, ao se identificar, lhes deixa ver o corpo ferido, mostrando-lhes destacadamente as mãos...
As mãos que haviam restituído a visão aos cegos, levantado paralíticos, curado enfermos e abençoado velhinhos e crianças, trazia as marcas do sacrifício. Traspassadas pelos cravos da cruz, lembravam-lhe a suprema renúncia.
As mãos do Divino Trabalhador não recolheram do mundo apenas calos do esforço intensivo na charrua do bem. Receberam feridas sanguinolentas e dolorosas...
O ensinamento recorda-nos a atividade das mãos em todos os recantos do Globo.
O coração inspira. O cérebro pensa. As mãos realizam.
Em toda parte, agita-se a vida humana pelas mãos que comandam e obedecem. Mãos que dirigem, que constroem, que semeiam, que afagam, que ajudam e que ensinam...  E as mãos que matam, que ferem, que apedrejam, que batem, que incendeiam, que amaldiçoam...
Todos possuímos nas mãos antenas vivas por onde se nos exterioriza a vida espiritual.
Reflete, pois, sobre o que fazes, cada dia. Não esqueças que, além da morte, nossas mãos exibem os sinais da nossa passagem pela Terra. As do Cristo, o Eterno Benfeitor, revelam as chagas obtidas na divina lavoura do amor. As tuas, amanhã, igualmente falarão de ti, no mundo espiritual, onde, interrompida a experiência terrestre, cada criatura arrecada as bênçãos ou as lições da vida, de acordo com as próprias obras. 

Fonte: Fonte Viva - Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Não estrague o seu dia



 
Não estrague o seu dia.
A sua irritação não solucionará problema algum.
As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas.
Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.
O seu mau humor não modifica a vida.
A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus...
A sua tristeza não iluminará os caminhos.
O seu desânimo não edificará a ninguém.
As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua
própria felicidade.
As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama
de simpatia por você.
Não estrague o seu dia...
Aprenda, com a Sabedoria Divina, a desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre para o Infinito Bem.

Chico Xavier/Espírito André Luiz

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel

http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-video/60/nao-estrague-o-seu-dia-chico-xavier-andre-luiz

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Sabedoria das Crianças


 
Certa feita, Jesus serviu-Se de um menino como exemplo, dizendo que o reino dos céus é daqueles que lhe fossem semelhantes.

As crianças, em verdade, nos surpreendem. Com sua argumentação, com sua lógica e conclusões, mais de uma vez.

Foi assim que um menino de 13 anos ligou para uma determinada rádio no Texas.

Ele mora em uma fazenda no meio do Estado do Nebraska. Identificou-se como Logan Henderson e começou um diálogo com o locutor do programa.

Contou que um bezerro nascera de uma vaca muito velha, na fazenda onde mora e, por ter algumas dificuldades, como falta de vitamina C, era muito fraco.

Narrou que, na noite anterior, o bezerro quebrara a coluna e, por isso tivera que ser sacrificado.

Com a morte do animal, Logan ficara muito triste e passou a interrogar a Divindade:

Por que, Deus? O animal era muito especial para mim. Por que ele teve que morrer?

Até aí, a narrativa não tinha maiores novidades. Uma criança falava de sua perda, do sentimento que a tomara pela morte do seu animal.

Contudo, o que viria na sequência é que deixou impressionados o locutor e os ouvintes. O garoto disse mais ou menos assim:

Deus me respondeu:

"Logan, Meu filho era especial, mas Ele morreu por um propósito."

E antes que a surpresa se diluisse, concluiu o menino:

Sabe, aquele bezerro era muito querido por mim. E o Filho de Deus era querido por Ele.

Eu só queria dizer a você que isso é muito importante.

Quando você perde uma pessoa que você ama ou um animal de estimação, lembre-se que Deus deu Seu Filho também.

E Ele entende você. Ele sempre vai entender. Somente corra para Ele.

Emocionado, o locutor lhe respondeu: Logan, você é mais sábio do que imagina.

* * *

O fato é singelo. A fala do garoto, dependendo da crença religiosa que se abrace, pode soar um pouco estranha. Talvez infantil demais.

Ou ousada, pela comparação que faz entre a morte do nosso Irmão e Mestre Jesus e a perda de um animal.

Mas, a conclusão a que chega é que importa.

Deus sempre entende os Seus filhos. Entende quando eles sofrem pela perda de um animal, de um ser amado.

Entende as lágrimas da infância e a dor madura de quem já viveu muitas experiências e vai enfrentar a solidão, porque seu grande amor partiu.

Pensemos nisso. Pensemos na Sabedoria Divina que Se serve de fatos aparentemente corriqueiros para grandes lições.

Que Se serve da palavra de um menino para dizer ao mundo: Não se desespere se o seu amor morrer. Volte-se para Deus. Ele entende você. Ele vela por você.

É só pedir. É só chamar por Ele. É só se voltar para Ele.
 - -
Redação do Momento Espírita, a partir de diálogo que circula pela Internet, atribuído a Logan Henderson, de uma fazenda do Estado do Nebraska, USA.
 http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-audio/29/a-dor-em-nossas-vidas

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Força Interior


 Não menosprezes a força interior que Deus te conferiu como dom natural.
Essas energias superiores estão em ti, basta somente que as liberte e um fluxo energético te guiará melhor ante tua própria existência.
O acontecimento não é o que ocorreu, mas sim o que fazes com aquilo que ocorreu. Podes tornar pior ou suavizar tuas tribulações pelo jeito com que reages a elas.
Tua dor será sanada.
Teu conflito, extirpado.
Tua ansiedade, apaziguada.
Tuas buscas sempre encontrarão porto feliz.
Usa abundantemente tua luz interior e terás maior lucidez e discernimento em tua casa mental.
As soluções fluirão mais fáceis, se te integrares nesta força íntima que habitam em ti, pois és herdeiro de Deus.
Ele habita em teu âmago; busca-O, e essas potencialidades divinas estarão mais disponíveis em ti mesmo.
Assim, a harmonia e a serenidade estarão contigo, reforçando o elo que te ligara Divina Providência.