domingo, 24 de abril de 2016

Ação e Reação


O Amor é o Bem o tempo todo



 O AMOR É O BEM O TEMPO TODO
O amor na terra tem a função de unir as pessoas, faze-las sentirem-se almas irmãs.
Qualquer condição afetiva
por mais apresente um bem querer,
por mais agrade o coração,
por mais satisfaça pela presença,
pelo carisma,
pela estima
só pode ser chamada de Amor se for eterna,
O Amor não acaba, o que acaba é a ilusão da paixão porque se prende ao imediatismo.
Quando os corações ainda se querem bem mas a convivência não tem os princípios da atenção, gentileza, do respeito e da confiança ainda não é Amor.
Não basta a proximidade é preciso as ideias que seguem juntas na mesma direção, no caminho do progresso no rumo do Bem com Jesus.
Uma união que não produza Amor e bem estar para quem está por perto é apenas egoísmo disfarçado de Amor.
O amor é o Bem o tempo todo.
Autor: Dimas
Médium: Nilton Stuqui

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Não sofra



NÃO SOFRA
Não sofra com as crises do mundo, compreenda-as, elas só mostram por fora aquilo que as pessoas trazem por dentro.
Não sofra por conta da solidão, ela existe muitas vezes para mostrar o quanto está longe de si mesmo porque parou de sonhar, de divertir-se, de sorrir, de amar sempre amis.
Não sofra pela crise financeira, ela está te educando para aprender a conviver com o necessário abstendo-te do supérfluo.
Não sofra pela falta de alguém, porque essa falta pode ser somente material, e os sentimentos dessa pessoa possa estar bem perto de você e você não desenvolveu ainda outros sentimentos para captar mais ainda e sentir o amor que te cerca.
Não sofra em vão, procure compreender o sentido da vida que te impulsiona a crescer, a evoluir, a progredir.
Toda e qualquer dor física ou moral quer mostrar algo, uma mudança que vai melhorar sua vida.
Não sofra com as convulsões da vida, aprenda com elas.
Deus sempre estará contigo.
Autor: Dimas
Médium: Nilton Stuqui

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Na senda escabrosa



NA SENDA ESCABROSA
"Nunca te deixarei, nem te desampararei." Paulo (Hebreus, 13:5)
A palavra do Senhor não se reporta somente à sustentação da vida física, na subida pedregosa da ascensão.
Muito mais que de pão do corpo, necessitamos de pão do espírito.
Se as células do campo fisiológico sofrem fome e reclamam a sopa comum, as necessidades e desejos, impulsos e emoções da alma provocam, por vezes, aflições desmedidas, exigindo mais ampla alimentação espiritual.
Há momentos de profunda exaustão, em nossas reservas mais íntimas.
As energias parecem esgotadas e as esperanças se retraem apáticas.
Instala-se a sombra, dentro de nós, como se espessa noite nos envolvesse.
E qual acontece à Natureza, sob o manto noturno, embora guardemos fontes de entendimento e flores de boa-vontade, na vasta extensão do nosso país interior, tudo permanece velado pelo nevoeiro de nossas inquietações.
O Todo Misericordioso, contudo, ainda aí, não nos deixa completamente relegados à treva de nossas indecisões e desapontamentos. Assim como faz brilhar as estrelas fulgurantes no alto, desvelando os caminhos constelados do firmamento ao viajor perdido no mundo, acende, no céu de nossos ideais, convicções novas e aspirações mais elevadas, a fim de que nosso espírito não se perca na viagem para a vida superior.
"Nunca te deixarei, nem te desampararei" promete a Divina Bondade.
Nem solidão, nem abandono.
A Providência Celestial prossegue velando.
Mantenhamos, pois, a confortadora certeza de que toda tempestade é seguida pela atmosfera tranqüila e de que não existe noite sem alvorecer.
XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva. Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 41.
* * * Estude Kardec * * *

Diante da Perfeição



DIANTE DA PERFEIÇÃO
"Sede perfeitos como Nosso Pai Celestial!" - Esta foi a advertência do Senhor ao nosso coração de aprendizes. Todavia, à maneira do grão de areia contemplando a estrela longínqua, sabemos quão imensa é a distância que nos separa da meta.
Impedimentos, compromissos e inibições fluem do nosso "ontem", asfixiando-nos, a cada momento de hoje, o anseio de movimentação para a luz...
Entretanto, se ainda nos situamos tão longe do justo aprimoramento que nos integrará na magnificência divina, é imperioso começar a grande romagem, oferecendo ao avanço as melhores forças.
- Ninguém exige sejas de imediato o paradigma do amor que o Mestre nos legou, mas podes ser, desde agora, o cultor da compreensão e da gentileza dentro da própria casa.
- Ninguém te pede a renúncia integral aos bens que te enriquecem os dias terrestres, no entanto, podes doar, de improviso, a migalha do que te sobre ao conforto doméstico, em auxílio ao companheiro necessitado.
- Ninguém espera desempenhes, ainda hoje, o papel de herói na praça pública, mas podes calar, sem detença, a palavra escura ou amargosa capaz de emergir de teu coração para os lábios.
- Ninguém aguarda sejas o remédio para todas as doenças, entretanto, ainda hoje, podes ser a enfermagem diligente, balsamizando as úlceras dos enfermos relegados ao abandono.
- Ninguém te solicita prodígios, em manifestações prematuras de fé, mas podes ser, sem delonga, o reconforto que ampare a quantos atravessam as sarças do caminho.
Lembra a semente que te regala o corpo e aprendamos a começar.
A planta que era ontem simples promessa, hoje é a garantia do pão que te supre a mesa.
As maiores e as mais famosas viagens iniciam-se de um passo.
Esforcemo-nos por fazer o melhor ao nosso alcance, desde agora, e a perfeição ser-nos-á, um dia, preciosa fonte de bênçãos, descortinando-nos luminoso porvir.
XAVIER, Francisco Cândido. Nascer e Renascer. Pelo Espírito Emmanuel. GEEM.
* * * Estude Kardec * * *